Skip to main content

A Prefeitura de Barueri está capacitando os servidores públicos municipais que irão liderar a transformação digital do Município por meio do Programa Barueri Sem Papel. Ao todo, cerca de 100 profissionais de diferentes setores do Executivo Municipal participaram da primeira fase de apresentação do projeto e servirão de multiplicadores em suas respectivas áreas para a transição digitalCom o projeto, a cidade deve reduzir entre 60% a 70% do valor gasto atualmente com papel utilizado nos processos municipais, além de toner de tinta e o suporte técnico para a emissão de documentos, gerando uma economia anual de até R$ 1,27 milhão aos cofres públicos. 

O ciclo de workshops iniciou na última segunda-feira (25) seguindo até esta quinta (28) e apresentou a atual fase do projeto e quais serão as próximas etapas. Jonatas Randal, administrador geral do CIT, contou que esta é a fase de mapeamento dos serviços de cada Secretaria, pois cada uma tem procedimentos específicos de trabalho e a primeira fase será compreender e mapear cada ação para que no início de abril seja feita a implantação oficial.

“ A economia aos cofres públicos é um dos grandes pontos desse projeto, mas na verdade vai muito além, ele moderniza e interliga instituições, além de tornar toda essa documentação bem mais acessível”, explica o administrador do CIT.

Workshops marcam início do projeto

A apresentação do workshops foi feita pelo gerente de novos negócios da empresa Softplan, Alexandre Coelho Pereira. A empresganhadora da licitação atua há mais de 30 anos no ramo de tecnologia. Ela é reconhecida como uma das principais desenvolvedoras de software para gestão pública do país. portfólio inclui São Bernardo do Campo, Ribeirão Preto, Santa Catarina, e Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, entre outras instituições 

Com vasta experiência em digitalização de processos, Alexandre apontou: “A realidade da administração pública na maioria dos municípios brasileiros ainda é marcada por pilhas de papel, alta burocracia, equipes reduzidas e entraves financeiros. Com a permissão a legislação para a adesão de tecnologias emergentes na gestão pública e sistemas como o recém implantado “Barueri Sem Papel”, ajudam a mudar essa realidade” 

A solução tecnológica por trás do projeto é o Solar BPM. Alexandre explicou detalhadamente a jornada para a implantação dela: Em um primeiro momento é aprovado um plano de trabalho, o qual inicia-se com workshops como este, de apresentação do cronograma de trabalho, e somente depois começam os encontros com mão na massa, através de reuniões para diagnósticos, capacitações, treinamentos e operação assistida. Em paralelo existe também uma equipe de negócios, entendendo melhor os processos, que realizará oficinas de design thinking com os servidores, tudo pensado para de fato os processos administrativos serem otimizados. 

O Programa Barueri Sem Papel 

O objetivo do Programa Barueri Sem Papel é desburocratizar, criar processos de tramitação e ainda gerenciar as demandas de forma virtual. E, dessa forma, facilitar o dia a dia dos servidores e da população. 

“Essa virada para o digital vai permitir ao município a virtualização dos processos, a automatização de rotinas de trabalho, redução no tempo gasto com tramitações desnecessárias e economia de recursos. Também será possível a obtenção de assinatura digital e o acesso remoto a documentos importantes 24 horas por dia, gerando ganhos de produtividade para o gestor público e, especialmente, melhoria na qualidade dos serviços prestados à população”, conclui, Alexandre Pereira.

Para além dos benefícios aos servidores públicos que terão suas rotinas de trabalho facilitadas, os ganhos para a população são enormes. 

“O público externo poderá utilizar a solução por meio de um portal de serviços. Acessando o site, o cidadão busca quais serviços a prefeitura está disponibilizando. Ele consegue, de casa, visualizar os processos que tem em aberto, ler o conteúdo, os despachos, entender onde o processo está parado. O cidadão consegue acessar processos em que precisa se manifestar, acrescentar algum documento. Ainda existe a pasta digital com acesso ao inteiro teor do processo.” esclarece, Alexandre. 

A secretária de Administração, Cilene Rodrigues Bittencourt, enfatizou sua expectativa do Programa Barueri Sem Papel.

Acreditamos que em médio prazo veremos Barueri efetivamente sem papel, em especial já começando pela Secretaria de Administração. Fico muito feliz com a empresa Softplan, que pelo que vi é muito conceituada, transparente e que trabalha com órgãos públicos de primeira linha, como o nosso Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Já é um ponto muito confiável e que, com a competência do CIT, nós rapidamente chegaremos a um êxito em Barueri e teremos ainda mais orgulho de nossa cidade

Com essa iniciativa, Barueri está dando um passo importante para alcançar o futuro de forma inteligente e sustentável. 

Fonte: Prefeitura Municipal de Barueri

 

 

Veja a História de Sucesso da Prefeitura de São Bernardo do Campo que se tornou 100% digital.

São Bernardo do Campo – Do zero ao 100% digital

 

 

Deixe um comentário