Skip to main content

Em implantação desde o início de 2021, o programa Prefeitura Sem Papel está disponível no portal oficial do município, oferecendo à população de Ribeirão Preto mais rapidez, comodidade e segurança na abertura e acompanhamento de processos junto à administração municipal. Confira o lançamento do programa feito junto do aniversário de 165 anos da cidade. 

Prefeitura Sem Papel oferece serviços online para os munícipes 

Serviços relacionados às secretarias de Administração, Fazenda, Inovação e Desenvolvimento, Justiça, Meio Ambiente, Planejamento e Saúde já concentram mais de 46 mil processos em tramitação por meio eletrônico. Entre as opções mais procuradas pelos cidadãos, estão atualização de cadastro de IPTU, certidão negativa de débitos, alvarás diversos, defesa ou recursos de autos de infração, cancelamento de notas fiscais, licença sanitária e encerramento de firmas. 

“Atualmente, todos os novos processos abertos junto à Prefeitura tramitam em meio eletrônico. É uma comodidade para o munícipe e muito mais eficiência para o serviço público. Eu mesmo consulto processos, leio portarias, assino digitalmente portarias sem pegar na caneta ou transportar papel. Também posso fazer despachos que, no mesmo dia, são publicados no Diário Oficial”, explica o prefeito Duarte Nogueira.

Confira o vídeo gravado pelo Prefeito Duarte sobre o projeto Prefeitura Sem Papel.

 

Prefeitura Sem Papel: economia em diversas frentes

Além de agilizar o atendimento e oferecer mais praticidade aos usuários, a tramitação dos processos em meio digital também representa uma grande economia de recursos humanos e financeiros para o município, bem como a preservação de recursos naturais. 

Para se ter uma ideia do impacto positivo, estima-se que, desde janeiro de 2021, tenha sido economizado R$ 1,4 milhão em gastos com papel, impressão, transporte e armazenagem de processos em meio físico, e aproximadamente 15 mil horas de trabalho de um servidor público. Também foram poupados seis mil quilos de papel, 510 tonners de impressora, 13 milhões de litros de água e 133 árvores, que seriam utilizados na produção de papel. 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ribeirão Preto, em 26/10/2021