Imagine fazer a  gestão da manutenção rodoviária e fiscalizar e conservar rodovias que equivalem à distância entre Brasília (DF) e Porto Alegre (RS).

Essa é a função do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), responsável por controlar mais de 1,9 mil quilômetros de estradas e garantir a segurança de todos que trafegam nesses trechos.

Um dos maiores desafios do DER/DF na gestão da malha rodoviária é fazer a manutenção rodoviária eficiente: planejar e executar as ações necessárias para assegurar a qualidade e o conforto nessas estradas.   

Contudo, para manter as rodovias em bom estado de conservação, a instituição mapeava os trechos que necessitavam de reparos, planejava e emitia as ordens de serviço em papel, acompanhava também de forma manual o trabalho executado e colocava em uma planilha a prestação de contas.

Gestão manual, não atendia às necessidades de controle do DER/DF    

É preciso entender que a principal dificuldade do Departamento era registrar de forma eficiente os serviços de manutenção executados nas rodovias do Distrito Federal e prestar contas dos investimentos feitos em cada trecho.

Para isso, a solução encontrada pela instituição foi investir em tecnologia para apoiar as equipes de planejamento e garantir que nada estivesse sobrando ou faltando na execução dos serviços.

Com isso, o sistema escolhido foi o Sistema de Administração da Manutenção (SAM), que faz parte do agrupamento de Gestão da Manutenção Rodoviária, desenvolvido pela Softplan Gestão Pública, empresa parceira do DER/DF desde 2007.   

O SAM é parte do SIDER 

Uma plataforma modular para gestão de infraestrutura de transportes e obras, e comporta todos os processos necessários à conservação rodoviária, oferecendo separação clara de todos os passos e procedimentos e promovendo uma gestão ágil e eficiente.

Com o SAM, o DER/DF adotou procedimentos e critérios padronizados para todas as fases da conservação, indo desde o planejamento até a apresentação dos custos.

O sistema permite planejar e acompanhar a execução das manutenções de forma eficiente, otimizando tempo e recursos. Isso porque gerencia todas as etapas do processo de manutenção, são elas 

  • Elaboração do inventário dos elementos que geram a conservação;  
  • Análise e consolidação das informações específicas de cada elemento rodoviário, definindo as prioridades e custos unitários dos serviços;  
  • Estabelece a quantidade anual dos serviços, que permite uma previsão orçamentária precisa e eficiente;  
  • Elaboração da programação anual e mensal dos serviços;  
  • Acompanhamento da execução.  

Solução mobile 

Juntamente com a versão desktop, a implementação de um sistema de gerenciamento integrado das rodovias que permitisse o cadastramento do inventário em tempo real, também era uma necessidadeO sistema também é mobile e permite que o levantamento em campo, feito pelos fiscais, via smartphone com cadastro georreferenciado de maneira off-line, sem necessidade de conexão com internet. Os profissionais utilizam o app para inserir imagens, dados e a geolocalização de todos os elementos que necessitam de manutenção, conservação e/ou recuperação.  

 

 

 

Resultados*

+ 940 km de rodovias pavimentadas inventariadas

+ 45 mil elementos vistoriados e cadastrados

+ de 14 mil ordens de serviço expedidas

 

 

“Em 2011 nasce no DER/DF um novo desafio na eficiência da gestão e manutenção rodoviária, focado na excelência do planejamento na orçamentação e no apontamento. Hoje nós temos uma das melhores ferramentas em gestão da manutenção rodoviária do país.”
Vilton Pires Gonzaga, Assessor Especial da Direção Geral do DER/DF 

Além disso o DER/DF realiza anualmente o inventário da qualidade das rodovias pavimentadas e insere no SAM, para que o sistema faça o planejamento dos serviços necessários para a manutenção e dos custos.

O inventário também permite estabelecer as prioridades de execução com base na urgência de cada trecho.     

A manutenção é feita sempre respeitando os padrões técnicos exigidos e seguindo o mais próximo possível das condições originais em que os elementos rodoviários foram construídos.
O objetivo é preservar os investimentos, garantir a segurança do tráfego e o conforto do usuário, além de manter o fluxo racional e econômico dos veículos. 

Assista esta História de Sucesso

Segurança para quem trafega nas estradas do DF

A segurança das estradas é, justamente, resultado da gestão inteligente dos recursos disponíveis e dos serviços de manutenção rodoviária.   Vilton Pires Gonzaga, Assessor Especial da Direção Geral do DER/DF  

Com o uso do SAM, o DER/DF conseguiu estabelecer uma metodologia para a manutenção rodoviária. Agora, antes de executar qualquer serviço é preciso lançá-lo na programação mensal, disponível no sistema, e atualizar as etapas em andamento.

Esse novo processo facilitou a previsão orçamentária para o ano e a prestação de contas e permitiu que a instituição superasse os desafios da gestão, tornando-a eficiente, ágil e segura.     

Com o sistema digital, é possível ter uma visão clara do cenário atual e futuro, além de um controle técnico com as necessidades e custos. A gestão da manutenção rodoviária é complexa e repleta de desafios, porém as atividades de conservação podem ser planejadas com precisão.

Os recursos para manutenção e conservação das rodovias – mão de obra, equipamentos, materiais e tempo – podem sim ser identificados, otimizando os custos e prestando serviço de excelência, basta ter o apoio das ferramentas corretas.   

 

*Dados atualizados em novembro de 2020.

Deixe um comentário